19 de outubro de 2017

Pedras: Sodalita

Seu nome veio dos gregos, significa pedra de sal, por causa da sua alta concentração de sodio, entre outros minerais, Para os gregos era uma pedra de proteção e cura, acho que isso talvez tenha a ver com o fato do sal também trazer sorte.

Pode ser encontrada no Brasil, na Africa, Índia, EUA, Canadá, Bolívia, Groenlândia e em alguns lugares da Europa. Sendo que uma variedade incomum conhecida como sodalita camaleão só é encontrada na Groenlândia.

Físico:
Costuma ser usada para equilibrar o metabolismo, podendo trazer benefícios para o sistema imunológico e os órgãos de limpeza, além de abaixar a pressão sanguínea, acalmar os nervo e fortalecer o corpo, evitando o surgimento de inflamações e doenças infecciosas.

Dizem que ele também combate os efeitos da radiação, tanto a natural, quanto a artificial, sendo útil para pessoas que ficam muito tempo expostas à radiação

Mental:
Antigamente os artistas carregavam essa pedra consigo, pois se acreditava que ela estimulava a criatividade.

A sodalita pode provocar fortes mudanças nas nossas atitudes, equilibrando o nosso emocional, nos tornando pessoas menos criticas e mais objetivas em relação ao modo que vivemos, e trazendo mais coragem e confiança para pessoas tímidas.

Se for colocada embaixo do travesseiro ela dissipa medos e sentimentos de culpa.

Espiritual:
Geralmente é colocada no chakra do terceiro olho, abrindo os nossos olhos para questões importantes nas nossa vida.

Ela pode ser usada em poções de concentração embora também seja muito associada com a criatividade.

Fontes:
http://significado-das-pedras.blogspot.com.br/2014/04/significado-da-pedra-sodalita.html
http://www.lendaviva.com.br/site/sodalita.html
http://racquellpolitica.blogspot.com.br/2012/05/sodalita.html
https://sewandso.wordpress.com/2015/02/17/reflecting-pond-sodalites-darker-variations/

17 de outubro de 2017

Poções: Torradas Magicas de Ervas

Uma coisa que eu sempre quis fazer era uma festa do chá encantado, fazer varias receitas magicas e servir em um chá da tarde, enquanto esse dia não chega, eu posto algumas das receitas que eu faria, aqui no blog.

Torradas Magicas de Ervas
Ingredientes:
8 Pães franceses fatiados
¹/2 xícara de manteiga derretida
1 colher de chá de cebolinha fresca cortada
1 colher de chá de salsa fresca picada
¹/2 colher de chá de manjericão picado
1 dente de alho picado

Modo de preparo:
Espalhe as ervas em uma superfície lisa e desenhe um simbolo de proteção usando a ponta do dedo, enquanto visualiza a proteção que deseja obter.

Misture a manteiga com as ervas e o alho até formar uma pasta, passe esse creme nas fatias de pão e leve ao forno até que fiquem dourados.

Uma outra opção é assar as torradas secas e servir a manteiga separadamente.

Fontes:
http://www.astrologosastrologia.com.pt/blog/receitas/receitas-magicas-torrada-magica-de-ervas/
http://allrecipes.com.br/receita/11937/torradas-com-queijo-e-ervas.aspx

15 de outubro de 2017

Mitologia: Hipocampos

Hipocampo significa cavalo monstro do mar, por causa dessa lenda o nome Hippocampus passou a ser utilizado para se referir cientificamente aos cavalos marinhos.

Origem:
Os hipocampos foram criados por Poseidon a partir da espuma do mar. Poseidon, além de ser o deus dos mares, também era conhecido como deus dos cavalos, tendo sido responsável por sua criação, de fato muitos de seus filhos acabavam possuindo a forma de um cavalo como era o caso de Pégaso e Árion 

Características:
Hipocampos possuem cabeça e cascos dianteiros semelhantes a de um cavalo branco, porém com barbatanas e branquias que lhe permitiam respirar e se mover mais facilmente embaixo d'água, enquanto a sua parte posterior, se assemelha a cauda de peixe com escamas que brilhavam nas cores do arco iris.

Dizem que eles possuíam cerca de 3 metros de comprimento, que seus cascos eram feitos de bronze e que ao trotar, eles causavam tremores tanto na terra quanto no mar.

Hábitos:
Cavalgam sobre as ondas com a mesma facilidade que um cavalo correria sobre a terra, por isso eram responsáveis por puxar a carruagem de Poseidon e servir de montaria para nereidas tritões e outros seres do mar.

Sua alimentação consiste de algas marinhas que crescem em águas quentes

Fraquezas:
Não há muitas lendas que descrevam como mata-los, ou captura-los, mas provavelmente podem ser mortos como qualquer outro monstro marinho.

Embora domar um hipocampo seja impossível para meros mortais, algumas histórias sugerem que eles podiam vir até a terra firme cruzar com algumas éguas que estivessem passando pela praia.

Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hipocampo_(mitologia)
http://portal-dos-mitos.blogspot.com.br/2013/07/hipocampo.html
http://criptomania-criptozoologia.blogspot.com.br/2013/03/aparicao-estranha-hipocampo.html

13 de outubro de 2017

Feitiços: Coisas que trazem azar 2

O que combinaria melhor em uma sexta-feira 13 em pleno mês das bruxas do que um post sobre superstições associadas ao azar e suas origens? Começando com o mais polêmico e icônico de todos.

Cruzar com um gato preto
Na idade média, durante a Caça às bruxas, por causa dos seu hábitos noturnos e sua pelagem escura, os gatos pretos foram associados às bruxas, alguns até acreditavam que os gatos eram bruxas disfarçadas e portanto cruzar com eles traria azar, por causa disso muitos gatos foram perseguidos e executados.

No entanto, na Persia antiga, os gatos pretos eram considerados espíritos amigos criados especialmente para acompanhar o homem em sua passagem pela Terra, então maltratar um gato seria o mesmo que prejudicar a si mesmo.

Ver a noiva com o vestido antes do casamento
Antigamente os casamentos eram arranjados, e muitas vezes os noivos nem chegavam a se conhecer antes do casamento, para evitar que o noivo não gostasse de sua futura esposa e acabasse desistindo do casamento, a família escondia a moça até a hora da cerimonia, evitando que o noivo a visse.

Números
A origem do numero 13 se divide em várias versões. Uma delas conta que após o cristianismo se espalhar na Europa, a deusa nórdica Frigga teria se exilado em uma montanha, e durante as noites de sexta-feira (dia dedicado a ela) ela se reuniria com 11 bruxas e o próprio diabo para amaldiçoar a humanidade.

Outra diz que durante a ultima ceia, Jesus convidou 12 apóstolos, totalizando 13 pessoas, por fim ele acabou sendo crucifixado em uma sexta-feira, o que deu origem a superstição

Já no japão, o numero 4 é considerado o numero da morte, devido à sua pronuncia semelhante a morte, por causa disso, assim como o 13, muitos elevadores e quartos, principalmente os de hospitais, não possuem o numero 4

Vassouras
Vassouras também possuem uma série de superstições, normalmente por causa de sua ligação com as bruxas, uma das mais conhecidas é de que se você varrer os pés de uma pessoa solteira ela não conseguirá se casar.

Outras crenças contam que jogar uma vassoura fora irá levar embora toda a felicidade da casa, para se livrar de uma vassoura velha, você deve parti-la cuidadosamente em vários pedaços e queima-lá até que não sobre nenhum fragmento.

Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gato_preto
https://mundoestranho.abril.com.br/cotidiano/as-origens-de-16-supersticoes-de-sorte-e-azar/
http://www.mariahelena.pt/pt/pages/13-supersticoes-para-espantar-o-azar
https://pt.wikipedia.org/wiki/Vassoura
https://www.mundodosanimais.pt/gatos/gato-preto/
http://kjdevasia.co.in/2016/03/13-luck-of-the-unlucky/

12 de outubro de 2017

Amuletos: Conchas

Em algumas culturas, ao carregar consigo a parte de algum animal, você também estaria carregando o espirito desse animal, embora carregar ossos de animais mortos seja uma ideia bem fúnebre, colares de conchas não são vistos dessa maneira, na verdade elas trazem um sentimento até que pacifico e despreocupado, mesmo assim povos antigos tinham o costume de associa-las com a morte.

Origem:
Acredita-se que o simbolismo das conchas começou por causa das perolas escondidas em seu interior.

Enquanto a concha representaria um útero, a perola representaria a vida dentro dele, por causa disso as conchas passaram a ser associadas à fertilidade, ao nascimento e consequentemente à renovação o que pode servir de ponte com a morte.

Função:
De acordo com uma lenda xamanica, conchas seriam presentes de divindades do mar, podendo ser usadas tanto para proteção quanto para cura.

Já os Maias as associavam com deuses do submundo e divindades lunares, tendo uma certa ligação com o mundo dos mortos.

Hoje em dias as pessoas que usam conchas como amuletos, buscam ligação com o mar e seus elementais.

Como é usado:
Antigamente muitas civilizações usavam conchas como adornos mortuarios, seja na forma de colares ou braceletes. Em alguns países das Antilhas, é comum que durante festas religiosas se acendam conchas com velas em cima dos túmulos.

Geralmente as conchas duplas (ostras, mexilhões, vieras) são usadas para remover bloqueios energéticos, enquanto as conchas em espiral (caramujos e búzios) para atrair mudanças. Elas também podem ser usadas como amuletos de proteção em forma de colar, principalmente por pessoas que lidam com magia do mar.

Fontes:
http://www.andancaespirita.com/2010/05/o-poder-que-as-conchas-do-mar-traduzem.html
https://www.facebook.com/asfloresdegaia/photos/a.975879929090468.1073741828.962953413716453/1070595706285556/?type=3&theater
 https://www.dicionariodesimbolos.com.br/concha/
https://pixabay.com/p-167004/?no_redirect

10 de outubro de 2017

Plantas: Orquídea

Orquídea, bela e exótica, uma planta de clima tropical que floresce em lugares sombreados e úmidos. Pode ter diversos formatos, cores e aromas, algumas podem exalar um aroma que lembre o cheiro de carniça, percevejo, canela ou até mesmo chocolate como é o caso do  "Onc. Sharry Baby".
Orquídea de chocolate
Cultivo:
Geralmente as orquídeas são cultivadas em vasos de barro pois são porosos e drenam melhor a água evitando o apodrecimento da raiz.

Coloque-as em um local onde pegue sol no inicio da manhã (até as 9 horas) ou no final da tarde (depois das 16 horas)

As regas devem ser controladas, regue duas ou três vezes por semana, deixando a água escorrer completamente e borrife as folhas com um spray nos outros dias, quando o sol não estiver forte, para manter a umidade.

Também é comum adicionar adubo foliar na água de vaporização e borrifar na parte inferior das folhas onde ocorre a absorção de nutrientes

Medicinal:
Antigamente várias culturas ao redor do mundo utilizavam orquídeas como medicamento natural, sendo usada no tratamento de doenças como artrite, diarreia, dores de cabeça, febre e tosse, alguns povos também lhe atribuíam propriedades afrodisíacas e cicatrizantes.

Hoje em dia elas são adicionadas na forma de extrato em cosméticos devido às suas propriedades antioxidantes e regenerativas.

Culinário:
A baunilha vem das orquídeas do gênero Vanilla, sendo um ingrediente aromático muito utilizado na confeitaria, principalmente na preparação de cremes.

Há também algumas especies orquídeas comestíveis, no entanto devido a sua raridade e ao seu florescimento que ocorre somente uma ou duas vezes por ano, flores de orquídeas comestíveis são caras

Magia:
Tanto a baunilha quanto a essência de orquídea costumam ser associadas à Vênus e usadas em feitiços e poções do amor, no entanto, elas também podem servir para atrair sorte

Fontes:
http://www.orquidofilos.com/dicas-de-cultivo
https://www.bonde.com.br/casa-e-decoracao/paisagismo/dez-erros-que-voce-comete-ao-cultivar-suas-orquideas-386979.html
http://orquidoideira.blogspot.com.br/2009/06/historia-e-uso-medicamentoso-de.html
http://www.mulheresdicas.com/cuidado-com-a-pele/propriedades-das-orquideas-para-rejuvenescer-a-pele.html
http://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/flores-culinaria-fazenda-investe-ate-orquideas-para-comer-64384
http://bruxaemagia.blogspot.com.br/2012/07/feiticos-e-magias.html

8 de outubro de 2017

Contos: Maui levantando os céus

De acordo com algumas lendas, houve uma época em que o céu era muito próximo da terra, sendo que quando as plantas cresciam, suas folhas eram prensadas contra as nuvens as deixando abertas e planas, com o passar do tempo as plantas emburraram as nuvens para o alto permitindo que os humanos pudesse rastejar por ai.

Maui observando que as plantas não eram o suficiente para manter os céus no alto acima da cabeça dos homens, decidiu levantar os céus, para isso ele teve que pedir ajuda ao seu pai, Ru, aquele que sustentava os céus.

Ru havia recebido esse titulo após colocar estacas no topo de algumas árvores para que elas mantivessem o céu no alto, porém Maui o ridicularizou por se orgulhar de um feito tão ridículo e simples quando eles poderiam levantar o céu alto o suficiente para que ele não caisse mais.

Apesar de ter irritado seu pai, Maiu conseguiu convence-lo de que eles poderiam levantar os céus juntos. Enquanto Ru estava no sul, Maui foi no norte e se posicionou, com um sinal os dois começaram a empurrar a massa azul com as costas usando a força das pernas e dos braços contra a terra.

Quando já podiam ficar agachados, eles, com um certo esforço, passaram o peso para os ombros, então para as mãos e enfim para a ponta dos dedos quando o céu se afastou completamente ficando suspenso no ar.

Algumas versões contam que o pai de Maui acabou ficando preso entre as estrelas, sem conseguir se libertar ou voltar para a terra, Ru morreu lá em cima, seu corpo apodreceu e seus ossos eventualmente acabavam caindo nas praias dando origem à pequenos pedaços de pedra pome

Fontes:
http://www.sacred-texts.com/pac/maui/maui06.htm